Make your own free website on Tripod.com

FRUTOS DA REGIÃO

 

O AÇAÍ

Podemos dizer também que o açaí é uma comida típica da região, pois é muito difundido e usado por todos a população do estado e da Região Norte.

O açaizeiro (Euterpe olerácea) é palmeira tipicamente tropical, encontrada no estado silvestre e fazendo parte da vegetação florística das matas de terra firme, várzea, e igapó, sendo seus frutos grandemente procurados para produção do tradicional "vinho de açaí", utilizado na alimentação popular e confecção de picolés e sorvetes.

É uma das poucos palmeiras que apresenta abundante perfilhação, formando o que vulgarmente chama-se "touceiro", tornando-se indiscutivelmente uma espécie ideal para a exploração racional e permanente do palmito.

O FRUTO

a) pelo despolpamento do fruto, obtém-se o tradicional "vinho do açaí", bebida de grande aceitação e bastante difundida entre as camadas populares, considerado um dos alimentos básicos da região.

b) o vinho quando posto a ferver, possibilita a extração de um óleo de coloração verde claro, de utilização desconhecida até o momento.

c) o caroço (endocarpo e amêndoa), após decomposição é largamente empregado como matéria orgânica, sendo considerado ótimo adubo para o cultivo de hortaliças e plantas ornamentais.

O ESTIPE

a) quando adulto e bem seco, é bastante utilizado como esteio para construções rústicas, ripas para cercados, currais, paredes e caibros para coberturas de barracas, lenha para aquecimento de fornos de olarias.

b) experiências realizadas pelo IDESP-PARÁ, demonstraram a sua importância como matéria prima para produção de papel e produtos de isolamento elétrico.

A COPA

a) as folhas prestam-se para cobertura de barracas provisórias e fechamento de paredes, especialmente as de uso transitório como utilizados pelos roceiros e caçadores. Quando verdes e recém-batidas, servem como ração, sendo bastante apreciada pelos animais.

b) as folhas após trituração, também fornecem matéria-prima para fabricação de papel.

c) na base da copa. constituída pela reunião das bainhas e o ponto terminal do estipe, encontra-se um palmito de ótima qualidade e grandemente procurado pelas indústrias alimentícias.

d) por sua vez, as bainhas da folhas, após separação para extração do palmito e os resíduos deste, são utilizados como excelente ração para bovinos e suínos, bem como após decomposição constituem excelente adubo orgânico para hortaliças e fruteiras.

A PLANTA

a) é palmeira de belo porte, apresentando-se bastante alta, quando em concorrência na floresta, porém de porte médio se cultivada isoladamente ou sem influência de árvores de grande porte. Presta-se com ótimos resultados para ornamentação de jardins e parques, mormente quando plantada em grupos.

b) é espécie florestal, que pelas características de cultura permanente pode ser recomendada para proteção do solo, por apresentar uma deposição constante de folhas, aliado ao sistema radicular abundante que possui importância comercial.

O açaí é de importância incalculável para a região, em virtude de sua utilização constante por grande parte da população, tornando-se impossível, nas condições atuais de produção e mercado, a obtenção de dados exatos sobre sua comercialização, motivado pela falta de controle nas vendas, bem como a inexistência de uma produção racionalizada, uma vez que a matéria-prima consumida apoia-se pura e simplesmente no extrativismo e comercialização direta.

Duas maneiras distintas são adotadas na produção do suco (vinho do açaí) a saber:

a) Despolpamento Manual - modalidade caseira utilizada em grande escala no preparo do vinho do açaí, cujos frutos são amassados manualmente em um crivo especial, após sua maceração em água quente durante 10 a 15 minutos, sendo o vinho recolhido em um alguidar de barro.

Afirmam os apreciadores do açaí, que esta modalidade de preparo, apesar de rudimentar e bastante primitiva, fornece um "vinho" mais saboroso.

b) Despolpamento Mecânico - esta modalidade utilizada no preparo do vinho, tem sido o primeiro passo na mecanização visando a produção de suco em maior escala, para atendimento à população.

Atualmente, esta maneira de preparar açaí está bastante disseminada, utilizando-se em grande escala máquinas elétricas, em substituição às primitivas de rotação manual, constituindo-se numa verdadeira corrente de abastecimento diário à população.

AS VARIEDADES

O açaizeiro apresenta duas variedades bastante conhecidas pelo homem interiorano, cuja diferenciação é feita apenas pela coloração que os frutos apresentam quando maduros, as quais podem ser assim caracterizadas:

a) Açaí Roxo - é a variedade regional predominante conhecida com açaí preto, em virtude dos seus frutos apresentarem quando maduros uma polpa escura, da qual se obtém um suco de coloração arroxeada "cor de vinho", originando assim, a denominação popular de "vinho de açaí".

b) Açaí Branco - é assim denominado por produzir frutos cuja polpa quando madura se apresenta de coloração verde-escuro brilhante, fornecendo um suco (vinho) de cor creme claro.

Além de ser aproveitado de todas estas formas, atualmente tem-se comercializado em grande escala e até exportado, o palmito do sair, que é muito apreciado e considerado como um prato fino, o Amapá também exporta açaí para diversos estados do Sul e também para o exterior.

Obs.: Convém lembrar aqui, que as comidas típicas que seguem, não são uma exclusividade do Estado do Amapá, pois são encontradas em toda a Região Norte.

 

A BACABA

Bebida extraída da palmeira do mesmo nome, que dá frutos em cachos com dezenas de caroços.

 

O CUPUAÇU

Fruto cilíndrico com mais ou menos 20 cm de comprimento por 13 cm de diâmetro, arredondado nas extremidades. Casca dura, de cor marrom-escura. Dentro, cerca de 50 sementes graúdas, recobertas inteiramente por massa branca, bastante espessa, de perfume forte e agradável e delicioso sabor agri-doce.

 

A PUPUNHA

Fruto de palmeira que alcança altura elevadas e que pode Ter o tronco todo revestido por anéis de espinhos. Isso dificulta a colheita dos cachos que apresentam numerosos frutos, que variam de cor de planta para planta: vermelha, amarela, esverdeada, etc...

 

O TUCUMÃ

Fruto de palmeira que chega a alcançar 10m de altura. Essa palmeira produz cachos com numerosos frutos de formato ovóide. Casca amarelo-esverdeada e polpa fibrosa, amarela, comestível, de sabor característico, que reveste o caroço.

 

O MURUCI

Fruto de árvore que tem o mesmo nome. Seu formato é esférico, achatado nos pólos, com cerca de 15 cm de diâmetro. A casca é uma película de cor amarelada e a polpa, que envolve o pequeno caroço, também é amarela, seu sabor acri-doce e seu perfume agradável não podem ser comparados aos de nenhuma outra fruta, tais as suas características exclusivas.

Informações sobre o autor.
Copyright © 2000 [Oscar Gislael]. Todos os direitos reservados.
Revisado em: 15 junho, 2000 .