Make your own free website on Tripod.com

LEMBRANÇAS.

 

Lembranças... Infinitas lembranças,

Lembranças dos beijos teus

Lembranças das noites de luar em que meus lábios se confundiam aos teus.

Agora, na distante e longínqua terra do Amapá

Na qual vim parar.

Não sei o que fazer,

Pois não consigo te esquecer

Deixo expirar estas mágoas que pertencem ao meu sofrer.

 

Lembranças... Infinitas lembranças,

Lembranças da luz da lua que lá do céu nos via,

Quando meu beijo se despedia para ir dormir na boquinha tua.

 

Lembranças... Infinitas lembranças,

Lembranças do fundo do fundo do meu coração,

Lembranças de você minha doce e eterna paixão.

 

 

Macapá-AP 02 de setembro de 1993.

Oscar Gislael Vieira Silva